saraiva poa

 

No dia 30 de novembro, às 19h, na Saraiva do shopping Praia de Belas, em Porto Alegre , acontece o lançamento do livro Direito no Cinema Brasileiro, organizado pela diretora presidente do jornal Estado de Direito e fundadora do projeto Direito no Cárcere, Carmela Grüne.

Nas palavras da organizadora Grüne “Direito no Cinema Brasileiro eleva o legado de diversos cineastas, professores e pesquisadores que defendem uma nova compreensão da realidade, transdisciplinarizando o saber, com uma considerável experiência, que torna conceitos complexos e áridos mais acessíveis. Reforça a necessidade de persistir em pensar e produzir um Direito fora dos códigos, retratado no cotidiano, capaz de despertar interesse pelas situações antes despercebidas para a transformação positiva da vida em sociedade”.

Os artigos se propõem a contribuir com uma nova forma de ver os direitos que precisam de vazão e também reforçar o papel da cultura no enfrentamento à naturalização do preconceito e da discriminação social. Entre os filmes analisados estão: Bendito fruto; Cidade de Deus; Em defesa da família; Esta noite encarnarei no seu cadáver; O Alienista; A cortina de fumaça; Tropa de Elite; O prisioneiro da grade de ferro; Doméstica; Você nunca disse “eu te amo” e Terra Vermelha. Para representar o olhar de quem faz cinema Carmela Grüne entrevista o cineasta, Diretor da Panda Filmes, Beto Rodrigues.

A obra tem o prefácio de José Geraldo de Sousa Junior, professor da Faculdade de Direito e coordenador do projeto “Direito Achado na Rua” na Universidade de Brasília, onde também foi Reitor e apresentação do professor Paulo Ferreira da Cunha, Catedrático da Faculdade de Direito da Universidade do Porto e Membro do Comité ad hoc para o Tribunal Constitucional Internacional.

Autores e Artigos que integram o livro:
1. Afonso Soares de Oliveira Sobrinho – “Bendito fruto”: Minorias, ética dialógica e dignidade da pessoa humana;
2. Álvaro de Azevedo Gonzaga e Maria Fernanda Borio – Cidade de Deus – Um retrato do Preconceito;
3. Beatrice Marinho Paulo – Em defesa da família – Uma análise jurídica e psicológica;
4. Carmela Grüne – O cinema a catarse do Direito: sensibilização dos sentidos para sentir;
5. Gisele Mascarelli Salgado – Esta noite encarnarei no seu cadáver: a arte sub judice nos filmes de Zé do Caixão;
6. José Luiz Quadros de Magalhães – O Alienista – Literatura, cinema, poder e ideologia;
7. Marcelo Semer – A cortina de fumaça do proibicionismo;
8. Marcus Vinicius A. B. de Matos – “Levanta os braços, olha pra mim e não faz porra nenhuma”: a guerra particular de Tropa de Elite como um dispositivo do Estado de Exceção;
9. Stéfanis Caiaffo – O prisioneiro da grade de ferro;
10. Synara Veras de Araújo – O filme Doméstica e a problemática regulamentação do trabalho doméstico no Brasil;
11. Tatiana Ribeiro de Souza – Você nunca disse “eu te amo”;
12. Tédney Moreira da Silva – Terra Vermelha: a realidade dos Guarani-Kaiowá.

Mais informações: (51) 999 131398 e contato@estadodedireito.com.br

Compre já o seu através do site – https://www.saraiva.com.br/direito-no-cinema-brasileiro-9888040.html

capa facebook recife

 

No dia 27 de novembro, às 17h, na Livraria SBS – UNICAP, em Recife / Pernambuco, acontece o lançamento do livro Direito no Cinema Brasileiro, organizado pela diretora presidente do jornal Estado de Direito e fundadora do projeto Direito no Cárcere, Carmela Grüne.

Nas palavras da organizadora Grüne “Direito no Cinema Brasileiro eleva o legado de diversos cineastas, professores e pesquisadores que defendem uma nova compreensão da realidade, transdisciplinarizando o saber, com uma considerável experiência, que torna conceitos complexos e áridos mais acessíveis. Reforça a necessidade de persistir em pensar e produzir um Direito fora dos códigos, retratado no cotidiano, capaz de despertar interesse pelas situações antes despercebidas para a transformação positiva da vida em sociedade”.

Os artigos se propõem a contribuir com uma nova forma de ver os direitos que precisam de vazão e também reforçar o papel da cultura no enfrentamento à naturalização do preconceito e da discriminação social. Entre os filmes analisados estão: Bendito fruto; Cidade de Deus; Em defesa da família; Esta noite encarnarei no seu cadáver; O Alienista; A cortina de fumaça; Tropa de Elite; O prisioneiro da grade de ferro; Doméstica; Você nunca disse “eu te amo” e Terra Vermelha. Para representar o olhar de quem faz cinema Carmela Grüne entrevista o cineasta, Diretor da Panda Filmes, Beto Rodrigues.

A obra tem o prefácio de José Geraldo de Sousa Junior, professor da Faculdade de Direito e coordenador do projeto “Direito Achado na Rua” na Universidade de Brasília, onde também foi Reitor e apresentação do professor Paulo Ferreira da Cunha, Catedrático da Faculdade de Direito da Universidade do Porto e Membro do Comité ad hoc para o Tribunal Constitucional Internacional.

Autores e Artigos que integram o livro:
1. Afonso Soares de Oliveira Sobrinho – “Bendito fruto”: Minorias, ética dialógica e dignidade da pessoa humana;
2. Álvaro de Azevedo Gonzaga e Maria Fernanda Borio – Cidade de Deus – Um retrato do Preconceito;
3. Beatrice Marinho Paulo – Em defesa da família – Uma análise jurídica e psicológica;
4. Carmela Grüne – O cinema a catarse do Direito: sensibilização dos sentidos para sentir;
5. Gisele Mascarelli Salgado – Esta noite encarnarei no seu cadáver: a arte sub judice nos filmes de Zé do Caixão;
6. José Luiz Quadros de Magalhães – O Alienista – Literatura, cinema, poder e ideologia;
7. Marcelo Semer – A cortina de fumaça do proibicionismo;
8. Marcus Vinicius A. B. de Matos – “Levanta os braços, olha pra mim e não faz porra nenhuma”: a guerra particular de Tropa de Elite como um dispositivo do Estado de Exceção;
9. Stéfanis Caiaffo – O prisioneiro da grade de ferro;
10. Synara Veras de Araújo – O filme Doméstica e a problemática regulamentação do trabalho doméstico no Brasil;
11. Tatiana Ribeiro de Souza – Você nunca disse “eu te amo”;
12. Tédney Moreira da Silva – Terra Vermelha: a realidade dos Guarani-Kaiowá.

Mais informações: (51) 999 131398 e contato@estadodedireito.com.br

Compre já o seu através do site – https://www.saraiva.com.br/direito-no-cinema-brasileiro-9888040.html

No dia 20 de novembro, às 19h, no Carpe Diem, CLS 104, Bloco D, 104 Sul, em Brasília, acontece o lançamento do livro Direito no Cinema Brasileiro, organizado pela diretora presidente do jornal Estado de Direito e fundadora do projeto Direito no Cárcere, Carmela Grüne.

Nas palavras da organizadora Grüne “Direito no Cinema Brasileiro eleva o legado de diversos cineastas, professores e pesquisadores que defendem uma nova compreensão da realidade, transdisciplinarizando o saber, com uma considerável experiência, que torna conceitos complexos e áridos mais acessíveis. Reforça a necessidade de persistir em pensar e produzir um Direito fora dos códigos, retratado no cotidiano, capaz de despertar interesse pelas situações antes despercebidas para a transformação positiva da vida em sociedade”.

Os artigos se propõem a contribuir com uma nova forma de ver os direitos que precisam de vazão e também reforçar o papel da cultura no enfrentamento à naturalização do preconceito e da discriminação social. Entre os filmes analisados estão: Bendito fruto; Cidade de Deus; Em defesa da família; Esta noite encarnarei no seu cadáver; O Alienista; A cortina de fumaça; Tropa de Elite; O prisioneiro da grade de ferro; Doméstica; Você nunca disse “eu te amo” e Terra Vermelha. Para representar o olhar de quem faz cinema Carmela Grüne entrevista o cineasta, Diretor da Panda Filmes, Beto Rodrigues.

A obra tem o prefácio de José Geraldo de Sousa Junior, professor da Faculdade de Direito e coordenador do projeto “Direito Achado na Rua” na Universidade de Brasília, onde também foi Reitor e apresentação do professor Paulo Ferreira da Cunha, Catedrático da Faculdade de Direito da Universidade do Porto e Membro do Comité ad hoc para o Tribunal Constitucional Internacional.

Autores e Artigos que integram o livro:
1. Afonso Soares de Oliveira Sobrinho – “Bendito fruto”: Minorias, ética dialógica e dignidade da pessoa humana;
2. Álvaro de Azevedo Gonzaga e Maria Fernanda Borio – Cidade de Deus – Um retrato do Preconceito;
3. Beatrice Marinho Paulo – Em defesa da família – Uma análise jurídica e psicológica;
4. Carmela Grüne – O cinema a catarse do Direito: sensibilização dos sentidos para sentir;
5. Gisele Mascarelli Salgado – Esta noite encarnarei no seu cadáver: a arte sub judice nos filmes de Zé do Caixão;
6. José Luiz Quadros de Magalhães – O Alienista – Literatura, cinema, poder e ideologia;
7. Marcelo Semer – A cortina de fumaça do proibicionismo;
8. Marcus Vinicius A. B. de Matos – “Levanta os braços, olha pra mim e não faz porra nenhuma”: a guerra particular de Tropa de Elite como um dispositivo do Estado de Exceção;
9. Stéfanis Caiaffo – O prisioneiro da grade de ferro;
10. Synara Veras de Araújo – O filme Doméstica e a problemática regulamentação do trabalho doméstico no Brasil;
11. Tatiana Ribeiro de Souza – Você nunca disse “eu te amo”;
12. Tédney Moreira da Silva – Terra Vermelha: a realidade dos Guarani-Kaiowá.

No dia do lançamento estarão presentes Carmela Grüne, Tédney Moreira da Silva e José Geraldo de Sousa Junior.

Confirme presença pelo evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/154036775198578/
O pré-lançamento da obra já ocorre no site da Saraiva: https://www.saraiva.com.br/direito-no-cinema-brasileiro-988…

Mais informações: (51) 999 131398 e contato@estadodedireito.com.br

Foto: Elson Sempé Pedroso

O objetivo do evento é compartilhar a experiência do Projeto Direito no Cárcere.

 

Quando: dias 16 e 17 de novembro de 2017

Horário: veja abaixo

Onde: na Univates, veja abaixo (rua Avelino Talini, n.º 171, bairro Universitário, Lajeado)

 

Investimento: a inscrição e o certificado de participação são gratuitos. Para se inscrever e ter acesso ao documento, siga os passos descritos abaixo, no item Inscrições e certificado de participação.

 

Programação

16/11 – 19h10min às 22h30min – Palestra Contribuições do Projeto Direito no Cárcere: a participação cidadã na gestão pública (auditório do Prédio 7 da Univates)

17/11 – 8h20min às 11h30min – Oficina: Como tirar um projeto social do papel? O que preciso fazer, como engajar pessoas e seguidores para promover ações coletivas? (sala 300/7)

 

Público-alvo: estudantes da Univates.

Coordenação do evento: a atividade é organizada pelo colegiado do curso de Direito, vinculado ao Centro de Ciências Humanas e Sociais  da Univates.

Número de vagas: são oferecidas 150 vagas.

Informações: para mais informações sobre a dinâmica da atividade, contate a organização do evento pelo telefone (51) 3714-7000, ramal 5091.

 

Portal de Inscrições e certificado de participação em atividades de extensão

Inscrições e certificado de participação:

  1. Para inscrever-se no evento, clique no botão de inscriçõeson-line: você será direcionado ao processo de inscrição correspondente no Portal de Inscrições. A partir disso, siga os passos indicados na página.
  2. O certificado de participação é gratuito e pode ser impresso 14 (catorze) úteis após a realização do evento, por meio do Portal de Inscrições da Univates: clique no botão de inscrições acima e escolha o sistema – Portal de Inscrições ou Sistema de Eventos –, de acordo com a data do evento do qual você busca o certificado. Eventos que ocorrem em mais de uma data terão seus certificados liberados 14 (catorze) úteis após o último dia de atividades.
  3. Não esqueça de assinar a lista de presenças e/ou efetuar o registro de presençaonline, apresentando seu Cartão Institucional na entrada do evento, em todas as atividades nas quais você participar.
  4. O registro de presenças se encerra, para eventos que ocorrem nos auditórios da Univates, 45 minutos após o horário previsto para o início do evento.
  5. Alunos da Univates devem levar seu Cartão Institucional para registrar sua presença.

Em caso de dúvidas sobre o Portal de Inscrições e certificados, contate o Setor de Cultura e Eventos da Univates pelo telefone (51) 3714-7000, ramal 5944.

VI Ciclo de Estudos Direito no Cárcere
 
*ANTES DE COMPRAR O INGRESSO, LEIA A DESCRIÇÃO, POIS CADA INGRESSO TEM SEUS RESPECTIVOS BRINDES*
 

Oportuniza um diálogo sobre a realidade de quem viver por de trás das grades, dificuldades, superações, tristezas, alegrias e desafios. Nessa edição comemorativa aos cinco anos de trabalho voluntário pelo Direito no Cárcere – DnC abre maior espaço ao público para questionamento a equipe técnica envolvida, grupo de voluntários e apresentação dos trabalhos autorais desenvolvido com os detentos. 

Faça sua inscrição no site:
https://www.sympla.com.br/vi-ciclo-de-estudos-direito-no-carcere__100898

 

Participações confirmadas:

EM BREVE

 

Assista alguns vídeos das edições anteriores:

 

 

 


 
 
 
 
 

 

 

EVENTO SEM FINS LUCRATIVOS

O dinheiro arrecado neste evento será utilizado para:

  • ·      Ajuda de custo para transporte de voluntários e palestrantes
  • ·      Confecção dos kits do projeto (telas, camisetas, monóculos, posters)
  • ·      Contratação de banheiros químicos
  • ·      Credencial de entrada
  • ·      Emissão de certificados
  • ·      Divulgação do Evento
  • ·      Registro fotográfico e audiovisual
  • ·      Taxa limpeza de auditório
  • ·      Taxa produção do cenário
  • ·      Sonorização
  • ·      Ajuda de custo Banda
  • Taxa de uso do Sympla 10% do valor do kit 

 

Ultrapassando a meta de arrecadação para o pagamento das despesas, o saldo será destinado para:

 EM BREVE

Ingresso 1 – Preço Único  – 40 unidades 

R$ 50,00  – Ingresso para o VI Ciclo de Estudos Direito no Cárcere

Ingresso 2 – Preço Único  – 70 unidades

R$ 70,00 – Ingresso para o VI Ciclo de Estudos Direito no Cárcere + Monóculos + Calendário 2018 DnC.

Ingresso 3 – Preço Único  – 50 unidades

R$ 100,00 – Ingresso para o VI Ciclo de Estudos Direito no Cárcere + Camiseta DnC 6 anos.

Ingresso 4 – Preço Único  – 50 unidades

R$160,00  – Ingresso para o VI Ciclo de Estudos Direito no Cárcere + Camiseta DnC 6 anos + Monóculos DnC + Calendário DnC 2018.

Ingresso 5 – Preço Único  – 40 unidades

R$250,00  – Ingresso para o VI Ciclo de Estudos Direito no Cárcere + Obra de arte exclusiva produzida por artistas detentos

Contribuição Doação 1 – Preço Único  – 100 unidades – (SEM DIREITO AO INGRESSO DO EVENTO)

R$150,00  – Destinado a pessoas que desejam doar recursos para materialização do evento e auxiliar na concretização dos projetos.

Contribuição Doação 2 – Preço Único  – 100 unidades – (SEM DIREITO AO INGRESSO DO EVENTO)

R$250,00  – Destinado a pessoas que desejam doar recursos para materialização do evento e auxiliar na concretização dos projetos.

Contribuição Doação 3 – Preço Único  – 100 unidades – (SEM DIREITO AO INGRESSO DO EVENTO)

R$500,00  – Destinado a pessoas que desejam doar recursos para materialização do evento e auxiliar na concretização dos projetos.

Contribuição Doação 4 – Preço Único  – 100 unidades – (SEM DIREITO AO INGRESSO DO EVENTO)

R$1.000,00  – Destinado a pessoas que desejam doar recursos para materialização do evento e auxiliar na concretização dos projetos.

Cota PATROCINADOR – Preço Único  – 10 unidades

R$ 2.750,00 – Divulgação da logomarca em destaque nos materiais gráficos e digitais do evento. Menção no evento, banner com logomarca, espaço para divulgação de materiais.

Cota APOIADOR – Preço Único  – 20 unidades

R$550,00  – Divulgação da logomarca como apoiador do evento nos materiais gráficos e digitais. Menção no evento, banner do evento com logomarca de apoiador.

 
O Instituto Cultural Estado de Direito entrará em contato por e-mail e ou telefone para confirmar os dados pessoais de cada inscrição (nome completo, RG, telefone e e-mail).
Pedimos total atenção ao preenchimento do formulário de pagamento porque todos os dados serão conferidos e após enviados ao Setor de Inteligência do Presídio Central de Porto Alegre, o qual informará se o interessado/inscrito possui algum impedimento judicial ou administrativo que impossibilite sua entrada no estabelecimento prisional.
Desse modo, as inscrições para o evento encerram dia 01 de novembro, para que possamos entrar em contato com todos interessados e assim viabilizar e organizar a entrada, se possível, de todos. Cada um precisa colaborar para o sucesso do evento. Em caso de impedimento para a entrada no Presídio Central de Porto Alegre, será comunicado com antecedência de 7 dias por e-mail e ou telefone, bem como, depositado o valor integral ao solicitante da inscrição.
 
 
 O certificado será entregue ao final do evento ou enviado para o e-mail do participante.
 
  • Leve seu documento de identidade é fundamental para sua entrada
  • Leve doações de escova de dente, creme dental colorido (azul, vermelho, verde, menos branco), cadernos sem espiral, canetas, livros de literatura brasileira, roupas, calçados, pacote de folha A4
  • Faça suas perguntas por escrito
  • Faça suas sugestões por escrito
  • Não leve celular para o Auditório
  • Não entrar em contato físico com os detentos

Faça sua inscrição no site:
https://www.sympla.com.br/vi-ciclo-de-estudos-direito-no-carcere__100898

ATENÇÃO ATENÇÃO RESPEITÁVEL PÚBLICO
O lançamento do Disco Lá Vem a Luz acontece dia 07 de maio, às 16h, no Teatro Bruno Kiefer, da Casa de Cultura Mario Quintana, em Porto Alegre.

Agradecimento FUMPROARTE, Casa de Cultura Mario Quintana – Ocupa Mário, Jornal Estado de Direito, FASC, Zion Lab e Abrigo Residencial & AR7.

Contamos com a presença de todos! Um abraço Equipe Lá Vem a Luz.

 

Ingresso popular R$5,00

Os primeiros 100 pagantes ganham o CD Lá Vem a Luz.

 

Quer participar do sorteio do KIT LÁ VEM A LUZ? Acesse o link e confirme:

https://docs.google.com/forms/d/1nRVT_FO4Kim4Adcf4snCK6LCpYA9k6ec0s5fZIwxrOY/viewform

Data: 17/05/2016

Horário: 19h término 21h

Local: Saraiva do Praia de Belas Shopping

Reservas clique aqui: https://docs.google.com/forms/d/1nRVT_FO4Kim4Adcf4snCK6LCpYA9k6ec0s5fZIwxrOY/viewform

 

Realização: Escola de Educação Digital Estado de Direito, Instituto Cultural Estado de Direito apoio Jornal Estado de Direito e Saraiva.

 

Objetivo:  Desenvolver um debate crítico sobre os efeitos atuais da instabilidade política na promoção dos direitos humanos em âmbito trabalhista.

 

Valdete Souto Severo é Articulista do Estado de Direito – Juíza do trabalho no Tribunal Regional do Trabalho da Quarta Região. Especialista em Processo Civil pela UNISINOS, Especialista em Direito do Trabalho, Processo do Trabalho e Direito Previdenciário pela UNISC, Master em Direito do Trabalho, Direito Sindical e Previdência Social, pela Universidade Européia de Roma – UER (Itália), Especialista em Direito do Trabalho e Previdência Social pela Universidade da República do Uruguai (UDELAR), Mestre em Direitos Fundamentais pela Pontifícia Universidade Católica – PUC do RS. Doutora em Direito do Trabalho pela USP/SP. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa Trabalho e Capital (USP) e RENAPEDTS – Rede Nacional de Pesquisa e Estudos em Direito do Trabalho e Previdência Social. Diretora da FEMARGS – Fundação Escola da Magistratura do Trabalho do RS.

 

Gustavo Pereira – Doutor em Filosofia pela PUCRS. Mestre em Direito pela Unisinos. Professor da PUCRS e da FEMARGS.

 

Certificados: O certificado será entregue ao final do evento, sem custo, mediante assinatura do livro de presença e apresentação de documento de identidade. Solicitações posteriores do certificado do evento ou emissão de segunda via, será cobrado o valor de R$40,00, incluído o envio pelos Correios com AR. Pagamento a ser feito no Banco do Brasil, agência 3255-7, conta 15.439-3, em nome de Estado de Direito.

Data: 21/06/2016

Horário: 19h término 21h

Local: Saraiva do Praia de Belas Shopping

Reservas clique aqui: https://docs.google.com/forms/d/1nRVT_FO4Kim4Adcf4snCK6LCpYA9k6ec0s5fZIwxrOY/viewform

 

Realização: Escola de Educação Digital Estado de Direito, Instituto Cultural Estado de Direito apoio Jornal Estado de Direito e Saraiva.

 

Objetivo: Apresentar as formas de controle de convencionalidade dos atos do Poder Público (controle externo e interno; concentrado e difuso) com base nas Convenções Internacionais e na interpretação dada a estas pelos órgãos de jurisdição supranacional (com ênfase na Corte Interamericana de Direitos Humanos e no Comitê dos Direitos Econômicos, Sociais e Culturais da ONU), objetivando-se a proteção dos direitos civis e políticos (DCP) e dos direitos econômicos, sociais e culturais (DESC), expondo sua dificuldade de operacionalização no âmbito interno.

 

FELIPE DALENOGARE – Professor no Curso de Direito da Faculdade Antonio Meneghetti – AMF. Doutorando e Mestre em Direito pelo Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Direito (Mestrado e Doutorado) da Universidade de Santa Cruz do Sul – UNISC. Especialista em Direito Público pela Universidade Cândido Mendes – UCAM; em Gestão Pública Municipal pela Universidade Federal de Santa Maria – UFSM e em Educação em Direitos Humanos pela Universidade Federal do Rio Grande – FURG. Membro docente do Instituto Brasileiro de Direito – IbiJus e do Grupo de Pesquisas “Jurisdição Constitucional Aberta”, coordenado pelaProf. Pós-Dra. Mônia Clarissa Hennig Leal, vinculado ao CNPq e à ABDConst.

 

Certificados: O certificado será entregue ao final do evento, sem custo, mediante assinatura do livro de presença e apresentação de documento de identidade. Solicitações posteriores do certificado do evento ou emissão de segunda via, será cobrado o valor de R$40,00, incluído o envio pelos Correios com AR. Pagamento a ser feito no Banco do Brasil, agência 3255-7, conta 15.439-3, em nome de Estado de Direito.

Até o momento 144 reservas, temos ainda 140 vagas disponíveis, avisem aos amigos para solicitar inscrição no máximo até dia 10 de novembro.

Encaminho a lista dos nomes que realizaram reserva até  01/11, 11h13min, pelo FORMULÁRIO, :
  1. Adriana Moura Klein
  2. Adriana Umpierres Endruchak
  3. ALESSANDRA ARAUJO DIELO
  4. Alessandra Machado Seron
  5. Alexandre Alberto Rocha
  6. alexandre luiz garcia
  7. Aline dos Santos Victoria
  8. Alysson Augusto dos Santos Souza
  9. Amanda Carvalho da Silva
  10. Amanda Rafaela Moreira de Castilho
  11. Ana Claudia de Souza Rodrigues dos Santos
  12. Andreia Xavier de Moraes
  13. Andressa Costa Köhler
  14. Andressa Soares Silva Rodrigues
  15. Anelise Dias
  16. ANGELA MARIA SOUZA PEREIRA
  17. Bárbara Kunrath vellinho pinto
  18. BRUNA ANDRINO DE LIMA
  19. BRUNA BEATRIZ ELY TEMES
  20. Bruna Vidal da Rocha
  21. Camila Bengo dos Santos
  22. Camila Bogen Silva
  23. Camila Canani Nunes
  24. Camila Eliza Zanella Lacerda
  25. Camila Zanella Rocha
  26. CAROLINA MARTINS DOS SANTOS
  27. Carolina peronio de santis
  28. Caroline Borges Blacene
  29. Caroline Ferreira Rodrigues
  30. caroline ribas de paula
  31. Cássia Juliana Vargas Dornelles
  32. celso luiz rodrigues
  33. cibele rose tubino
  34. CINTIA NOGUEIRA VIANA
  35. Clara Faes Schönardie
  36. Clarice Regina Foschiera Santos
  37. Clarissa Hubner Marques Figueiredo
  38. Corina L. Zucchetto
  39. cristiana schmitz
  40. Cristiane Schossler Garcia
  41. CRISTINA MALTA GAUTERIO MAGADAN
  42. Daiane dos Santos Barghouti
  43. Daniel Schaly Maia de Medeiros Pithan
  44. daniele gonçalves da silva
  45. Daniele Silva da Silva
  46. Débora Sperb Pereira
  47. Deborah Favero de Oliveira
  48. DIANA DOS SANTOS BENITES
  49. DIORGE CAÇAPIETRA
  50. Dorotilde de moura
  51. edson murliki barbosa
  52. EDUARDA VAZ CORRAL
  53. Erika Campêlo
  54. FABIANA EHLERS DE MENEZES
  55. Fábio Câmara Estigarríbia
  56. Felipe Bolzan Mostardeiro
  57. Fernanda Koch Carlan
  58. Fernanda Lucas
  59. Fernanda Mella Vicari
  60. Flávia Fonseca de Abreu
  61. Flávia Petterson Mendonça de Freitas
  62. GABRIEL DA SILVA BARCELOS
  63. Gabriela Bueno Larsen
  64. Gabriela Luft
  65. GABRIELA MACHADO DA SILVA
  66. greice kelly rodrigues carlos
  67. Günther Felipe Sápiras Berger
  68. GUSTAVO DE LIMA COSTA
  69. Igor Roberto Freitas Garcia
  70. ilan tchernin himelfarb
  71. Isadora Dus Benelli
  72. Isis Sieverdt Arce
  73. Ivan Regis Silva Milmann
  74. Jessé Mello Da Fonseca
  75. Jiniani Migueline dos santos
  76. Joana das Flores Duarte
  77. João André Lunardi Martins
  78. JOAO RAFAEL MACHADO BIASIBETTI
  79. John Maicon B. SIlveira
  80. José Antonio dos Santos da Silva
  81. KARINA SARAIVA DORNELLLES
  82. Karine Nunes Domingos
  83. Keila Lehnhard Machado
  84. kelly Liliane Silva
  85. Larissa francine gonzalez
  86. Larissa Martini Marmontel
  87. Leandro Belmonte da Silva
  88. Letícia Presser Ehlers
  89. LISETE SILVA ALMEIDA
  90. lucas swarovsky
  91. Luciane Walmorbida de Araújo
  92. LUCIMARA DOS SANTOS
  93. Luiza Perez Moraes
  94. Maithe Vaske
  95. Manoela Silva Rodrigues
  96. Marcela Frota Variani
  97. Marcela haupt bessil
  98. marcelo de abreu pinheiro
  99. Márcia Luiza Duarte Flores
  100. Márcia Rúbia Medeiros Rodrigues
  101. Mariana Camargo
  102. Mariana da Silva Aude
  103. mariana de oliveira silva
  104. Mariana Rossetto
  105. Mariara Silva da Cruz
  106. Marina Nogueira de Almeida
  107. Martha Oliveira
  108. Max Ottomar Vaske
  109. Maycon Fabiano Lima Gutierres Alves
  110. Maynar Patricia Vorga Leite
  111. Morgana Murat Niffa
  112. Nadja Brasil
  113. NATACHE RUARO
  114. noemi silva do amarante
  115. Olavo Garcia Renner
  116. Paola Lazzarotto
  117. Paula Guerrero Moyses
  118. Paulo Tomczyk
  119. PRISCILA AMARAL LAHUDE
  120. Rafaela Rios Zubiaurre
  121. RAQUEL KIDRICKI ANTONIO
  122. Raquel Penteado
  123. Renata Teixeira Cavalcanti
  124. Renato Nunes Dorneles
  125. RICARDO DE MORAES MATTER
  126. Robson Andrade Soares
  127. Rodrigo Gonçalves Leites
  128. Rodrigo Ribeiro Rodrigues
  129. roger william ribeiro de souza
  130. ROGÉRIO ATSUSHI SUENAGA
  131. Sandra Regina Gonçalves Cardoso
  132. Sandro Chagas Ribeiro
  133. Simone Santos do Ó
  134. Simone Schuck da Silva
  135. Tálita Kelissa Alves
  136. Tânia Iró da Motta
  137. Tanity Silveira Siqueira
  138. thais de Sá Barcelos pinto
  139. THAIS MONTASSIEUR BARBOSA
  140. Thays Umpierres Endruchak
  141. Tuanny Goulart
  142. Victória Chaves Cardoso
  143. Victória Martins Maia
  144. WILLIAM MARTIM DA SILVA SOARES
PEDIDO DE APOIO – No dia do evento – estaremos recolhendo creme dental líquido azul, escova de dente, caderno escolar capa mole sem espiral e canetas para doação aos detentos. Por favor contribua.
ORIENTAÇÃO – Se possível não leve celular, evite também, bolsas e outros equipamentos eletrônicos, para facilitar a revista na hora da entrada. Não será permitido contato físico com os detentos, a participação poderá ocorrer através de perguntas escritas.
DIVULGAÇÃO –  Ajude-nos a divulgar o evento. Publique a foto anexa nas suas redes sociais, convide seus amigos. Formulário para inscrição – https://docs.google.com/forms/d/1nTzahuB4iRkSuL9KMXAPS83CJQwhjBvrBkImWJ-Yh_Q/viewform – receberemos pedidos de reservas até dia 10 de novembro de 2014. Não será possível realizar inscrição na hora em função da segurança e organização do evento.

                              Inscrições abertas – III Ciclo de Estudos  Direito no Cárcere

Implodir o Presídio Central resolve o problema?

No dia 14 de novembro, das 13h30min às 16h30min, no Auditório do Presídio Central, em Porto Alegre, acontece a terceira edição do Ciclo de Estudos Direito no Cárcere. A iniciativa é do Instituto Cultural Estado de Direito, o objetivo é trazer a público temas como perdão, justiça, tratamento penal, dependência química, que repercutem no cotidiano da população, para o fortalecimento da inclusão social, dos direitos humanos, o pacto pela cultura de paz.

Com destaque acontece o “Diálogos Necessários”, abordando o tema “Implodir o Presídio Central de Porto Alegre resolve o problema?”, coordenado pelo presidente da Comissão de Defesa do Consumidor, Direitos Humanos e Segurança Urbana (Cedecondh) da Câmara Municipal de Porto Alegre, vereador Alberto Kopittke, o painel oportunizará discutir a ressignificação do não-lugar, a utilização da área para continuidade e ampliação de ações voltadas a promoção e defesa dos Direitos Humanos e o direcionamento do patrimônio material e imaterial do lugar. Além de contar com a participação dos detentos integrantes do Projeto Direito no Cárcere, alguns palestrantes confirmados para o debate: juiz criminal Sidinei José Brzuska, desembargador do TJRS Umberto Guaspari Sudbrack, assistente social Raquel Zimmermann, presidente do Conselho da Comunidade de Porto Alegre Simone Messias, coordenador da Comissão de Direitos Humanos da OAB/RS Rodrigo Puggina, vereador Alberto Kopittke, procurador do Estado do Rio Grande do Sul Jorge Terra. Em breve mais atrações – estaremos divulgando!

Pedimos aos interessados em participar levar no dia do evento doação de escova de dente, creme dental líquido azul, caderno escolar com capa mole sem espiral, canetas e ou livros de literatura para os detentos. O evento é gratuito e será emitido certificado de participação. Informações e reservas acessar o site www.estadodedireito.com.br. Vagas limitadas! Reservas aqui https://docs.google.com/forms/d/1nTzahuB4iRkSuL9KMXAPS83CJQwhjBvrBkImWJ-Yh_Q/viewform

 

Vídeos do ano passado

http://youtu.be/tOB4Gl29_bw

http://youtu.be/X72uQ6UDPwU

http://youtu.be/PAhqDr_Enr0

http://youtu.be/Z2F76F5i4zc

http://youtu.be/fVK156S0B4M

 

 

Evento Direito no Carcere-38

Data: 04/11/2014
Horário: 19h
Local: Saraiva do Praia de Belas Shopping, em Porto Alegre/RS

pedofilia-denuncie

Tema: Desmitificando a Pedofilia virtual e real

Objetivo: Importante para esclarecimento e noções do risco que nossas crianças estão sofrendo diariamente. Como agir ao identificar a situação. Os limites legais para uma futura prevenção e ação repressiva. Um análise global do tema.

Palestrante: Ricardo Ferreira Breier possui graduação em Direito pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Especialista em Criminologia – PUC/RS – Especialista em Vitimologia pela Universidade de Sevilha é Doutor em Direito Penal – Universidade de Sevilha – Espanha. Atualmente é professor de Direito e Processo Penal da Escola da Magistratura do Rio Grande do Sul e Escola Superior do Ministério Público do Rio Grande do Sul. Professor convidado do Curso de Especialização em Sistema Criminal, Politica Criminal e Direitos Humanos Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Penal e Processo Penal, atuando principalmente nos seguintes temas: bem jurídico-penal, teoria do crime, política-criminal, pedofilia, crime organizado, macro-criminalidade, Direito Penal Econômico e compliance.

INSCRIÇÕES: O evento é gratuito, reservas podem ser feitas pelo e-mail: contato@estadodedireito.com.br, informando nome, e-mail, profissão e telefone.

CERTIFICADO: O certificado será entregue ao final do evento, sem custo, mediante assinatura do livro de presença e apresentação de documento de identidade. Solicitações posteriores do certificado do evento ou emissão de segunda via, será cobrado o valor de R$40,00, incluído o envio pelos Correios com AR. Pagamento a ser feito no Banco do Brasil, agência 3255-7, conta 15.439-3, em nome de Estado de Direito.