Petrobrás anuncia a suspensão da venda da Refap e outras refinarias

Foto: Petrobras-Divulgação

Em comunicado na manhã de terça (03/07) a Petrobrás anunciou a suspensão da privatização de quatro refinarias (REFAP, REPAR, RLAM E RNEST) e seus ativos logísticos integrados, da Fafen e da TAG. Em nota, os processos estão suspensos “tendo em vista a decisão cautelar proferida pelo Ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, no âmbito da ADI 5624 MC/DF, que questiona dispositivos da Lei das Estatais (Lei 13.303/2016)”.

Para o diretor administrativo do Sindipetro-RS, Dary Beck Filho, a resistência da categoria culminou na vitória dessa batalha, mas a luta continua: “Tivemos uma ótima notícia hoje com a suspensão das privatizações da Petrobrás. Hoje é dia de festa, mas amanhã devemos nos manter mobilizados. A suspensão se baseia na liminar do Ministro Lewandowski, que deve se manter pelo menos até a volta do recesso em agosto. É óbvio que nossos inimigos farão carga máxima sobre a liminar. Mas a cada momento que se aproxima a eleição, mais eles perdem sua força. Por isso temos que aproveitar esse tempo para aumentar nossas ações públicas e envolver o povo na nossa luta. Não nos enganemos, Lewandowski só se sentiu empoderado por conta da luta combinada de varias categorias contra a privatização. Ganhamos uma batalha! Agora é aproveitar que o inimigo está confuso e avançar! Só a luta conquista!”, comemora Dary.

 

Fonte: Sindipetro-RS

 

Se você deseja acompanhar as notícias do Escritório de Advocacia Carmela Grüne, envie seu nome e a mensagem “CG” para o número (51) 99913-1398, assim incluiremos seu contato na lista de transmissão de notícias.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.